Selecionando fornecedores sustentáveis
Selecionando fornecedores sustentáveis

A seleção de fornecedores é um dos pontos cruciais para os empresários que buscam a sustentabilidade de seus negócios. Não são poucos os casos de empresas que tiveram problemas com sua imagem por conta de fornecedores. Portanto, é imprescindível manter rigorosos critérios no momento de selecioná-los.

É de fundamental importância verificar e questionar a procedência de tudo que será oferecido ao consumidor através de seu estande, desde licença, até formas de contratação e condições de trabalho. Ser sustentável é incentivar a sua cadeia de produção, distribuição, ponto de venda e descarte correto, para redução de impactos e melhoria das condições sociais.

Ao importar um produto, é importante saber que e como ele é produzido, se for artesanato, devem ser buscadas alternativas locais para colaborar na geração de renda de pequenas comunidades. O consumidor de hoje tem mais acesso às informações, é engajado e consciente do seu papel. Dessa forma, é muito interessante para a empresa deixar seus clientes a par de sua política de seleção de fornecedores responsáveis.

De acordo com levantamento feito em 2011 pelo Grupo Havas, 62% dos consumidores brasileiros estão dispostos a ter um custo 10% mais elevado para obter produtos sustentáveis de forma social e ambientalmente responsável.

Uma ótima maneira de trabalhar a favor da sustentabilidade é sempre dar preferência a produtos com selos de terceira parte que comprovem a responsabilidade tanto social quanto ambiental da cadeia, como os que separamos e listamos abaixo:

FSC: Forest Stewardship Council é um dos selos florestais mais reconhecidos em todo o mundo, ele dá garantia que o produto vem de florestas manejadas de forma responsável, estando presente em produtos como caixa de leite e suco, revistas, jornais, móveis, objetos de decoração confeccionados com madeira, lápis, papel, entre outros.

SustentaX: Foi criado com o mesmo intuito do FSC: identificar e atestar ao mercado consumidor os produtos e serviços sustentáveis. Dentre as empresas do segmento da construção e decoração que possuem o selo estão: Deca, Duratex,

Giroflex, Interfloor, JRJ, Pisoag, Suvinil, Tarkett Fademac e Werden.

Procel: Desenvolvido e concedido pelo Programa Nacional de Conservação de Energia Elétrica (Procel), coordenado pelo Ministério de Minas e Energia, com sua Secretaria-Executiva mantida pela Eletrobras é concedido a eletrônicos e eletrodomésticos e orienta o consumidor no ato da compra, indicando os produtos que apresentam os melhores níveis de eficiência energética.

Estes selos são uma forma de mostrar ao mercado que determinados produtos passaram por análises rigorosas, e a partir delas, podem, comprovadamente serem chamados de verdes ou sustentáveis.