Marketing de guerrilha
Marketing de guerrilha na feira de negócios

Tendo em vista que hoje em dia é cada vez mais difícil despertar a atenção dos consumidores através dos meios tradicionais, o Marketing de Guerrilha vem se destacando. Com o poder de impactar o público através de métodos diferentes, longe das ações de alto investimento, gerando mídia espontânea nos veículos de massa e nas mídias sociais.

O marketing de guerrilha consiste na prática de ações inusitadas que geram boca-a-boca entre os consumidores e a mídia, sem que seja necessário pagar por espaços publicitários em meios tradicionais como rádio, televisão, jornais e revistas. É uma ferramenta que vem ganhando espaço e destaque no mercado publicitário.

O objetivo da guerrilha é deixar a marca da empresa na boca do povo. Sendo assim é perfeitamente adequável ao universo das feiras e eventos, pois quanto mais pessoas comentarem sobre sua marca naquele ambiente e levarem o nome dela pra fora dele, melhor.

Só há uma regra indispensável para esta ação: a criatividade.

Um dos pontos fortes do marketing de guerrilha é a possibilidade do público interagir com a marca. Por isso há uma grande procura pelas redes sociais. Com a interferência do target, a proposta deixa de ser estática e unilateral e passa a ser dinâmica e bi ou multilateral. O twitter e o facebook vem assumindo grande papel na elaboração de estratégias de guerrilha, pois é a uma plataforma ideal para movimentar o mercado e disseminar informações. Ele pode ser usado para atrair o público ao estande, por exemplo, para uma ação diferenciada, surpresa.

A internet já é reconhecida por permitir acesso rápido a informações, divulgação por meio de sites. Sendo assim, as mídias sociais potencializam o quesito relacionamento das empresas e permitem a criação de novos contatos e de network, oportunidades que trazem competitividade para as empresas.

Deve-se ter em mente que as estratégias de guerrilha são complementares às demais ações convencionais. E elas se caracterizam por tentar se igualar a grandes marcas por meio de mídias alternativas, mas isso não é necessariamente uma regra.

O marketing de guerrilha na feira de negócios, seja em ações no decorrer do evento, ou através das mídias sociais, vai trabalhar para gerar comentários positivos, aguçar a curiosidade, gerar ‘buchicho’ e conquistar um novo público, novos seguidores: A criação de novos contatos são oportunidades que trazem competitividade para as empresas.

O empreendedor deve ter a mente aberta a essas ‘novas’ técnicas e arriscar, pois o marketing de guerrilha tende a criar uma capacidade real de conseguir resultados a baixo custo, aproximar o público alvo e gerar divulgação espontânea.