Um grande momento para fornecedores do segmento de eventos

De acordo com dados de uma pesquisa encomendada pelo Grupo Alatur, empresa que atua no setor de viagens e eventos corporativos, 43% das organizações entrevistadas aumentaram os seus investimentos no segmento a partir do ano de 2011.
Sendo assim, este se qualifica um dos melhores momentos para os fornecedores de evento. É hora de investir, ampliar a carteira de clientes e trabalhar para suprir as necessidades deste mercado.

Segundo o estudo, uma grande empresa realiza, em média, 18 pequenos eventos, para um público entre 10 e 50 pessoas, por ano. Ações de médio porte, para 51 a 250 pessoas, somam 19 realizações ao ano e os grandes eventos, de 250 pessoas ou mais, chegam a 12. Os investimentos são normalmente direcionados para exposições, salões e estandes em feiras (42%), confraternizações (40%) e treinamentos e workshops (33%).

São Paulo é a cidade que mais realiza eventos corporativos: a cada seis minutos um evento é realizado na capital, embora a mesma esteja passando por um período de estagnação de espaços devido à superlotação. E é neste momento que outras capitais e outros destinos como Campinas, Barueri, e até mesmo o ABC, têm ganhado espaço.

O mercado de eventos corporativos passa por desafios diários, pois é sempre um processo minucioso interpretar o pedido do cliente e certificar-se se o que ele deseja é ou não viável. Erros nesta etapa podem ser fatais.

Antes, era comum ouvir, principalmente quando a empresa enfrentava dificuldades, que as verbas para participação em eventos estavam suspensas. Hoje, esse cenário mudou, pois cada vez mais se percebe que o evento pode dar um grande impulso aos negócios, além de visibilidade e destaque para a empresa.

Muitas mudanças vêm ocorrendo no mundo dos negócios. Os fornecedores do segmento de eventos devem manter-se atentos para não perder as grandes oportunidades.