As feiras de eventos e as negociações B2B

No mundo empresarial é indispensável manter o equilíbrio entre os 4 P’s do marketing Preço, promoção, produto e ponto de venda. Durante o evento, seu estande é seu ponto de venda, o foco deve ser mantido nele.

Segundo pesquisas, 83% da percepção humana está na visão, e desta forma é indispensável o investimento em recursos que gerem destaque do produto no ponto de venda para estimular a compra.

Ao escolher seu estande, na planta do evento, pense que o mais importante é ser notado pelo cliente, portanto estar no caminho dele. O importante é a atenção do público-alvo, ele tem que ver seu produto e se interessar em compra-lo.

A compra por impulso depende da facilidade de acesso ao produto ou serviço, que está sendo exposto na feira. O consumidor tem que se sentir a vontade para escolher o que deseja, e até, quando possível, alcança-lo na gôndola ou display, da forma mais prática possível.

Os materiais expostos no estande, tais como displays, painéis, panfletos, devem estar diretamente vinculados, pois refletem na percepção e avalição de qualidade de sua marca, produto, ou serviço perante o consumidor .

As feiras de eventos, em sua grande, maioria, têm suas negociações baseadas no marketing business-to-business (B2B), que compreende todas as transações feitas entre indústrias, empresas e distribuidores. São negócios de alto risco, de grandes transações, múltiplos canais e stakeholders em um ambiente de constante mudança e alta competitividade.

Falar de business-to-business, sem dúvida, é refletir sobre as características de compra do mercado organizacional, de como elas se desenvolvem e suas influências.

Para atender as complexas e dinâmicas demandas do ambiente B2B, cabe aos profissionais de marketing das empresas expositoras o conhecimento e o domínio de estratégias e ferramentas analíticas, a fim de obter um maior conhecimento do mercado, possibilitando mais eficiência e sucesso na tomada de decisões e fechamento de negócios.